Outros Tempos – Pesquisa em Foco - História
Latest Publications


TOTAL DOCUMENTS

574
(FIVE YEARS 228)

H-INDEX

2
(FIVE YEARS 1)

Published By Universidade Estadual Do Maranhao

1808-8031
Updated Wednesday, 11 August 2021

2021 ◽  
Vol 18 (32) ◽  
pp. 248-277
Author(s):  
ARTHUR ROBERTO GERMANO SANTOS

Neste artigo, pretendo fazer uma primeira incursão sobre o papel e a influência do presidente da província na disputa política provincial maranhense, entre as décadas de 1840 e 1850. Para isso, narrarei brevemente três casos similares relacionados aos presidentes mais longevos em seus cargos. Assim, busco ilustrar em que medida os delegados do governo imperial se envolviam nas disputas locais e quais recursos mobilizavam quando (e se) o faziam. Para identificar a configuração da elite provincial, mapearei, a partir de biografias, informações e especialmente dos debates nos jornais, a formação e organização dos grupos políticos que se aglutinam em torno de determinados projetos, interesses, perspectivas ou identidades. Isso permitirá, ainda, verificar se essa configuração dos grupos influencia, de alguma forma, as disputas na Assembleia Legislativa, locus de atuação da elite política provincial.


2021 ◽  
Vol 18 (32) ◽  
pp. 139-168
Author(s):  
VICTOR DE OLIVEIRA PINTO COELHO

O artigo tem como objetivo uma análise do contexto político e econômico verificado no Brasil a partir de 2016, tendo como foco a ascensão de Jair Bolsonaro. Mais especificamente, pretendemos analisar a relação entre as políticas de austeridade e a ideologia da extrema-direita, para tanto, utilizamos a noção de ideologia como categoria teórica. Como hipótese, o discurso patriótico e antipetista teria um duplo aspecto: o de mistificar os aspectos antipopulares das medidas de austeridade, por um lado, e o de politizar as propostas de austeridade, potencializando certas polarizações ideológicas que envolvem temas como meritocracia, corrupção, Estado, nação e “vermelhos”, por outro. A conceitualização sobre a ideologia, assim, tem papel importante no sentido de fundamentar seu duplo aspecto de mistificação e proposição de sentido.


2021 ◽  
Vol 18 (32) ◽  
pp. 371-397
Author(s):  
LEONARDO LEAL CHAVES

O presente artigo analisa a documentação produzida pela Delegacia de Ordem Política e Social – Maranhão (DOPS-MA) sobre as atividades da imprensa alternativa maranhense em meio aos debates pela aprovação da Lei de Anistia brasileira em 1979. A escolha desse ano como recorte temporal se justifica por nossa proposta de problematizá-lo como um evento-chave, entendido como inaugurador da construção de uma temporalidade e significação social, em referência ao período de abertura política brasileira rumo à redemocratização. Nesse sentido, as possibilidades de pesquisa nos fundos documentais, outrora secretos, sobre a vigilância e controle da imprensa alternativa no Maranhão, especialmente os dossiês produzidos e preservados pelo DOPS/MA e hoje custodiados pelo Arquivo Público do Estado do Maranhão, nos permitem um novo olhar sobre a atuação das engrenagens repressivas da Ditadura Civil-Militar no período, podendo sinalizar atos ilícitos de agentes públicos, imprescindíveis para a fundamentação dos procedimentos reparatórios da chamada Justiça de Transição.


2021 ◽  
Vol 18 (32) ◽  
pp. 116-138
Author(s):  
ALESSANDRO BATISTELLA

O presente artigo visa a analisar o perfil coletivo dos parlamentares do Paraná durante o período de vigência do bipartidarismo (1965-1979), imposto pela ditadura militar por meio do AI-2. Acerca dos parlamentares (senadores, deputados federais e deputados estaduais) eleitos em 1966, 1970, 1974 e 1978, os principais focos de análise serão: a) o índice de renovação e de reeleição; b) a média de idade; c) o percentual de parlamentares com e sem formação superior; d) a atividade profissional principal desempenhada pelos eleitos; e) os locais de residência/base política dos parlamentares eleitos.


2021 ◽  
Vol 18 (32) ◽  
pp. 350-370
Author(s):  
THAYS ASSUNÇÃO REIS

Este artigo apresenta o percurso dos jornais que circularam em Imperatriz entre o período de 1932 e 2010. Trata-se de uma periodização dividida em três fases: Primórdios da Imprensa (1930-1960), Modernização (1970-1980) e Imprensa Contemporânea (1990-2010). A proposta foi construída com base em elementos tecnológicos, no crescimento e na segmentação dos impressos, relacionados às transformações e às contradições da sociedade local. Dentre os resultados alcançados, observamos uma descontinuidade e efemeridade dos jornais, além da falta de materialidade em alguns títulos da cidade.


2021 ◽  
Vol 18 (32) ◽  
pp. 200-219
Author(s):  
EDYENE MORAES DOS SANTOS

Este artigo pretende apresentar um breve apanhado sobre os impressos políticos e sua influência nos contextos que contribuíram para a construção do Estado Nacional. A imprensa Oitocentista no Maranhão foi peça importantíssima para dimensionar debates em torno da vida político-partidária da província e ajudou a desencadear ações que demandaram medidas do Estado Imperial. As relações entre jornais, partidos, classes políticas e governo serão o objeto de análise deste artigo, considerando as dimensões que as narrativas sobre os fatos e o discurso político jornalístico alcançaram na vida sociopolítica do Maranhão no século XIX.


2021 ◽  
Vol 18 (32) ◽  
pp. 26-40
Author(s):  
HERASMO BRAGA DE OLIVEIRA BRITO

O presente texto tem como ensejo analisar questões referentes aos estudos da narrativa na história e ao sentido historiográfico na contemporaneidade. Atribui-se à ciência historiadora certo paradigma romântico da verdade e diluição dos limites entre narrativa historiográfica e ficcional, tendo o revisionismo como algo consolidado. Acrescentamos importantes elementos que não se podem perder de vista dentro dos estudos, interpretações e pesquisas historiográficas, tais como as refencialidades discursivas que pautam o argumento historiográfico e produzem sentido, como também as interpretações com plausibilidades, além da experiência do sujeito enquanto historiador que investiga, analisa e dialoga com documentos e fontes. Para essas abordagens utilizamos autores como Bodei (2001), Rancière (2014), Ricoeur (I, II, III, 2010).


2021 ◽  
Vol 18 (32) ◽  
pp. 398-407
Author(s):  
MARCOS FÁBIO BELO MATOS
Keyword(s):  

O estudo de caso apresentado neste texto demonstra como o jornal Pacotilha se transformou num dos mais importantes defensores da modernidade de São Luís, em fins do século XIX. Importante jornal ludovicense, Pacotilha, em suas páginas, registra o verdadeiro contexto da introdução dos artefatos de modernidade que chegavam na pequena capital do Maranhão. E, por isso, torna-se um documento primordial para todos aqueles que pretendem compreender o cenário da cidade nessa época, de leitura indispensável para construção de análises mais amplas.  


2021 ◽  
Vol 18 (32) ◽  
pp. 95-115
Author(s):  
FELIPE GIRARDI
Keyword(s):  

A vinculação entre espiritismo e homeopatia está presente na historiografia, sobretudo, em trabalhos que abordam o desenvolvimento da doutrina espírita no Brasil. O uso da homeopatia por parte dos espíritas ocorre principalmente através da prescrição de receituários mediúnicos e do fornecimento de medicamentos homeopáticos em instituições espíritas. Observa-se, portanto, a vinculação da homeopatia com a compreensão espírita de caridade, constituindo-se em um dos elementos relevantes para a inserção social do espiritismo no país. Por outro lado, no que diz respeito aos grupos e aos debates entre homeopatas, a vinculação com o espiritismo está longe de ser uma unanimidade. Não obstante, é possível encontrar casos nos quais a associação entre a homeopatia e o espiritismo ocupa um papel central, como na Farmácia Homeopática Cruz Vermelha, em Santa Maria (RS). Nesse sentido, o presente artigo apresenta uma análise inicial sobre a estrutura e funcionamento dessa farmácia, entre 1934 e 1941.


Sign in / Sign up

Export Citation Format

Share Document